sexta-feira, 28 de março de 2008

Notícias - 28/03

Rafinha ajuda a campanha de doação de sangue no Projac.


Semana que vem eles estarão no Vídeo Show. Vamos ver né????
Vão participar a Gy, o Rafinha, o Marcos e a Nathy.





A Gy, fez questão de dar um abraço no Russo, já que é sua fã desde criançinha, ele por sua vez também foi lá para conhecê-los pessoalmente.












'Quem for me ver, vai encontrar palco vazio', diz Rafinha sobre banda Mipt


Rafinha nega que tenha assinado contratos para show com a banda, antes precisar cumprir o contrato com a Globo e só após esse período é que voltará a ensaiar e, disse que parece que até já registraram o nome da Banda que foi ele quem criou, se for o caso, futuramente, criará outra e que por enquanto nem tem empresário e nem produtor musical. Caso tenha que dar um novo nome para a banda pensa em tatuá-la, mesmo achando já ter muitas tatuagens.

Ontem Rafinha não pode doar sangue para ajudar no combate a dengue porque suas tatuagens tem menos de 1 ano.




Ontem, também, Gy, deixou o ator de malhação, Rafael Almeida sem graça porque ela perguntou o seu nome após um papo no Projac.







As meninas que participaram do BBB8 gravaram para o programa Zorra Total. Thalita estará lá mais uma vez. Por falar nela, está produzindo e irá se apresentar numa peça infantil no semestre que vem, ela disse que as crianças a adoram, talvez pelo vermelho de seus cabelos. Adoro essa menina.







6 comentários:

bengala de cego disse...

Ontem Rafinha não pode doar sangue para ajudar no combate a dengue porque suas tatuagens tem menos de 1 ano.
.. pena porque ele ....de certa forma ao imitar akele video do YOUTUBE SOBRE DOAÇÃO DE SANGUE.. fez uma divulgação involuntária..

Cíntia disse...

Oi, Bengala. Não vi esse vídeo, mas com certeza ele estimulará os jovens a fazer.

Um beijo.

BENGALA DE CEGO disse...

OI CINTIA... TEM RESPOSTA PRA VC..LÁ NO HALOS DOS CEGUETAS..MUITO IMPORTANTE LER...PREPARE-SE..

Cíntia disse...

eu vi, rolei de rir, mais que demais.

Anônimo disse...

A “PIAUIICE” DE TODOS NÓS

H á cerca de três meses, quando do inicio da oitava versão brasileira do BIG BROTHER, nosso Estado se uniu em torno da primeira e única até o momento conterrânea, que entrou na disputa pelo tão sonhado prêmio de 1 milhão de reais.
Inicialmente, somente pelo fato de haver uma piauiense no certame nos despertou um sentimento de orgulho: tratava-se de algu ém como nós representando perante a mídia nacional nossa cultura, sentimento e desejos. O Piauí então se uniu!
Em cada pared ão, uma final de campeonato se instalava! Logo na rodada inicial, um clima de “Flamengo e Vasco”, “São Paulo e Corinthians”, “River e Flamengo” se instalou em nossos lares...E como em um grito de gol, vibramos com a permanência de nossa concidadã na casa!
As semanas e dias foram passando, e Gyselle sobrevivendo... isolada, abandonada talvez e, acima de tudo, concentrada... é um jogo milionário afinal, e, como o Criador do universo nos deu dois ouvidos e somente uma boca, é sinal de que devemos ouvir mais e falar menos, tal qual Gy fez.
Hoje, 25 de mar ço de 2008, a final do tão esperado certame se deu... uma grande mobilização se formou em torno de um nome: GYSELLE!!! A imprensa ofereceu mídia gratuita para aqueles que cederam suas Lan Houses, para que houvesse uma votação eletrônica em massa para a Piauiense. Colégios liberaram mais cedo os alunos para votarem... funcionários, entre um e-mail e outro, mantinham o link aberto para expressarem seus votos de apoio! Nos corredores da faculdade onde ministro aulas, no hospital onde trabalho, em minha clínica, o assunto não foi outro: A GRANDE FINAL!!!
O desfecho dos fatos j á é conhecido. Venceu por mínima diferença o adversário de nossa “cajuína”! Tudo bem!!! Parabéns!!! Agora, reflitamos:
1 – Quando na história de nosso Estado demonstramos um sentimento de tanta “PIAUÍICE”?
2 – Quando que nos tornamos tão iguais, a ponto de termos realmente orgulho de ver uma nascida nestas terras (que talvez tenha cruzado nas ruas anonimamente conosco um dia) a ponto de fazer desta final um motivo de reunião com os amigos e família?
3 - Quando que uma disputa de um Reality Show foi levada ao senado, como um senador piauiense fez?
4 – Por que este sentimento nos tornou tão iguais?

Vou respeitosamente tentar expressar meus pensamentos a estas indagações.
O Piauiense é sim, ao contrário do que muitos pensam, trabalhador, responsável, inteligente e desbravador. Desconheço ainda qualquer colega de minha área que quando se viu aprovado fora do Estado, não obteve destaque, e que não tenha retornado a esta terra sem ter o seu valor reconhecido.
N ão conheço pessoas arrogantes nesta terra, nem falsos amigos, nem aproveitadores, nem irresponsáveis. Vejo em Teresina, terra banhada por dois caudalosos rios, somente irmãos centrados, responsáveis e fiéis às suas cores.
Gyselle perdeu....Mas ela nem imagina o tanto que nos uniu...

Um abraço a todos!!!

Julio Cesar de Paulo Cravinhos
Cirurgião-Dentista
Paulistano
Casado
Papai de uma Linda e Bela mocinha!!!
Teresinense e Piauiense de Coração há 20 anos!!!

Cíntia disse...

Julio.

Que lindo o que contou, realmente deve ser emocionante sentir a união dos piauienses em torno de uma causa, também a senti sendo isolada, senti sua garra mesmo que calada e senti sua luta para sobreviver na casa, as realçoes que passou a ter quando sobrevivia no jogo nos últimos paredões me emocionava demais, concordo que nem importou se não venceu porque afinal ela mobilizou de norte a sul os brasileiros numa tentativa de que vencesse.

Um beijo.

Postar um comentário