segunda-feira, 14 de abril de 2008

Mais notícias

Não é fácil ficar enclausurado numa casa com gente estranha e sendo vigiado 24 horas por milhares de pessoas. Mas quem topou participar do " Big Brother Brasil 8 " não se arrepende e faz um balanço positivo do reality show.
“Eu não ganhei um milhão de reais, mas ganhei um milhão de amigos”, comemorou Thalita Lippi na Stock Car, realizado neste domingo, 13, em São Paulo. “Não conheço todos eles, mas eles sabem quem sou eu e demonstram seu carinho quando me vêem pessoalmente”, disse a atriz referindo-se ao assédio do público.
Se valeu a pena ficar enclausurada no reality show? “Valeu muito. Só lamento não ter pensado mais em mim e ter jogado lá dentro. Assim teria permanecido mais tempo na casa”.
O que Thalita e os outros brothers perceberam é que o tempo de enclausuramento não reflete diretamente na popularidade e oportunidades profissionais pós-BBB. “Eu não imaginava que fosse ter tantas propostas, achei que por ser a primeira eliminada não fosse rolar muito trabalho”, disse Jaqueline Khury , que inclusive posou recentemente para duas grandes revistas masculinas.
E justamente por causa da fama a modelo teve problemas em seu namoro. “Rolou um stress por causa dessa coisa da mídia, do assédio. Ele estava acostumado com a Jaque de antes, mas já está se acostumando. Agora estamos bem”, contou ela, que chegou a dar um tempo em seu relacionamento e já reatou com o namorado.
“Eu tento preservar minha vida pessoal e aproveitar as oportunidades deste momento especial”, pontuou Rafael Galego . “Vou voltar para a medicina, mas na hora certa”, contou o estudante, que viaja pelo Brasil e faz eventos.
Bianca Jahara quer unir sua profissão de produtora de moda à carreira artística. “Tive medo de que participar do BBB pudesse atrapalhar minha carreira de alguma forma, mas foi legal, estou sendo bastante requisitada. Quero continuar com a moda e fazer o que sempre quis: juntar isso a um programa de televisão”, adiantou ela, que grava nesta semana um piloto para oferecer às emissoras.
EGO


Thalita Lippi quer dar uma turbinada em sua vida e no seu sutiã. A sister se inspirou no tamanho dos seios de Jaqueline Khury e decidiu dar um up em sua comissão de frente. “Quero colocar mais silicone, ficar com os seios iguais ao da Jaqueline”, contou Thalita ao EGO neste domingo, na Stock Car, em São Paulo.
“Coloquei a medida errada. Queria algo que ficasse natural, mas agora eu quero é usar decote”, divertiu-se a sister, que tem 215 ml de silicone e quer mudar para 300 ml. “Vou levar a Jaque comigo quando for ao médico e dizer que quero que fique igualzinho ao dela”, brincou.
Jaqueline apóia Thalita e dá dicas para o pós-operatório. “Acho que esse tamanho vai ficar bom. No começo você vai estranhar, mas depois se acostuma. Ah, e vai ter que usar um soutien cirúrgico por umas semanas”, lembrou.
EGO

2 comentários:

mamy disse...

hahahahahaha, essa Thalita é uma figura, né Cíntia?

Adoro essa ruivinha sardenta!

E você, amiga, como está? Melhorzinha?

Estou deixando um beijo e um abraço bem carinhoso, viu?

Inté!

Cíntia disse...

Oi, Mamy querida.

Eu num consegui ainda engolir a estória e tô acompanhando como acho que todos estão, não entendo porque não dizem a verdade ainda mais que já está provado não ter havido outra pessoa presente e, convenhamos, porque um ladrão se daria ao trabalho de cortar uma tela que não deve ser fácil e atirar uma menina já desfalecida, se é ladrão roubaria e ponto.

Quanto a Thalita, adoro realmente e estou acompanhando também fazendo figa para que tudo dê certo para ela.

Um beijo em você e na sua linda família.

Postar um comentário