terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

o que vocês entendem por isso:

No momento, não queria colocar nenhum post novo, porque adorei o que a minha filha fez, foi "supimpa", mas ao ler o que coloco abaixo, fiquei com uma pulga atrás da orelha e queria conhecer a visão daqueles que frequentam o blog, tem horas que dá um nó em minha cabeça, nunca fui uma pessoa de jogar, de articular ou de manipular, sou mais crua e vou direto ao problema ou ao assunto, não enrolo e não gosto de embromação, daí me sentir "um pinto fora d´água ao ler isso.

"Rafinha tenta se entender com Marcelo. Em conversa na cozinha, o músico explica ao médico o que o motivou a presenteá-lo com a visita ao show de Roberto Carlos. "Uma coisa que eu aprendi aqui dentro é que a gente pode fazer de tudo pra melhorar nosso relacionamento aqui dentro", argumenta.
O campineiro diz que se sente melhor agindo assim. "Essa coisa não é para você. É para mim", desabafa.
O músico conta que já vem buscando uma reconciliação há algum tempo. "Eu te escolhi para ser do meu time na Prova da Comida", lembra.
Rafinha chega a comparar o desentendimento entre ele e Marcelo com uma briga que teve com o próprio pai. "Fiquei quatro anos sem falar com meu pai. Eu tive que ficar sem falar com meu pai para mostrar quem eu era. Ele achava que eu era louco, porque eu tenho tattoo e tal", revela. Marcelo ouve tudo calado, analisando o discurso reconciliador do brother. E Rafinha continua. "A partir do momento em que a gente entra aqui, vê os defeitos dos outros. Começa a pensar coisas, ver coisa que não existe", pondera o músico.
Rafinha diz que, às vezes, não tem certeza se está se comportando bem. "Tem hora que eu me acho moleque. Hora que me acho inteligente... que me acho burro", confessa.
O músico segue explicando que agiu com o coração. "Eu sei que eu e você somos dois caras que não temos uma afinidade legal por causa de um monte de coisa que aconteceu. Mas cara, o negócio de ontem, para mim, foi uma coisa que me ajudou. Não é nada de jogo. É aprender a lidar com todo mundo", afirma.
Rafinha: "Um presente desse você não vai dar para um inimigo"

"A gente tem tudo para ser amigo. Um presente desse você não vai dar para um inimigo", argumenta. Marcelo e Rafinha se abraçam e encerram a conversa".

Se é jogada, não consigo ver algo positivo nela, porque se agir contrário ao que disse, será massacrado aqui fora, é o que penso, durante esse tempo do BBB, senti que o rafinha não gosta do psico, então, ou eu errei meu julgamento ou ele deu um "tiro no próprio pé".

6 comentários:

mamy disse...

Cíntia

Eu sinto que o Rafinha está com medo. Vendo todos os seus amigos de fato, fora da casa, saindo um a um, de acordo com a vontade do doutor doidão. De qualquer forma, eu acredito na justificativa dele, por ter dado a ida ao show do RC. Como eu disse no meu blog, achei muito coerente, pois ali, acho que o único que é fã do Roberto é o Marcelo mesmo, que já havia dito isso e o Rafinha ouviu. Duvido que mais alguém ali gostaria de sair pra isso. Enfim, aí ele não estava jogando.
Ontem, o vi falando para o Felipe que ele deveria tentar se relacionar mais ali dentro, pois tem poucas pessoas e o ideal seria uma convivência legal entre eles. E gostei da resposta do Felipe "mas então eu tenho que ser falso", apesar dele não ter entendido a mensagem do Rafinha.
Ele está vendo o doutor como o predileto do Bial, do público, da maioria das pessoas que convivem na casa. Se ele continuar se mantendo irredútivel na postura contra o Marcelo, de acordo com a leitura que ele está fazendo do jogo, ele será o próximo a sair.
Acho que ele está lutando pela permanência dele, a partir de uma boa convivência com os poucos que restaram.
Ele é determinado e pretende chegar à final. Se ele está dando um tiro no pé? Não sei, porque não acho que ele vá ficar babando o doutor. Apenas vai deixar de dar murro em ponta de faca e fazer uma parceria com aqueles que, na sua leitura, chegarão à final.
Eu particularmente não gosto dessa parceria, mas aquilo que a gente gosta está indo pelo ralo, né? Galego, Thalita, Alexandre, Fernando... portanto eu acho válida essa tentativa. E se o Felipe permanecer, seria interessante ele entrar no jogo do Rafinha, que, no meu ver, não deixa de ser uma jogada inteligente.
Desculpe me alongar tanto, querida, essa prolixidade é um tormento, hehehe

Beijão

lugirão disse...

Cíntia , o galego era tudo de bom.
O Rafinha fez uma jogada de mestre ao indicar Marcelo para ir ao show, ganhou o único desafeto que tinha na casa,Rafinha foi o único que não recebeu votos na casa, no último paredão, e ele ainda dicas para o Felipe, quando diz que Felipe tem um problema com pratos e banheiro,dizendo que Felipe não faz nada, como se ele fizesse, o cara é inteligente, e assim ele tá enrolando todos lá, e ainda bolinando Juliana, a certinha, assim ele vai longe.

Anônimo disse...

o que eu ainda não sei - por pura falta de informação - é como o marcelo recebeu esse presente. em seu blog ele comenta que é "obra Dele". ou seja, assim como rafinha, também se priva tanto de dizer que mudou de idéia sobre o outro, quanto de falar mal.
penso que, de alguma forma, ambos sacaram que têm força. e que é melhor eliminar aqueles que estão no caminho entre eles, do que entrar num embate direto.
sei lá eu.
não acho que o rafinha foi "sincero" - acho que foi jogador, assim como marcelo tb está sendo. se jogam limpo ou não, a essa altura em que todos os que eu gostava já saíram, pouco importa.
abç
viviane

Cíntia disse...

mamyyyyyy


eu também sou prolixa quando o assunto é interessante, eu imagino sim que esteja jogando e jogando corretamente, meu único medo é aqui fora, as pessoas nem sempre vêm como eu imagino, enfim, se o Rafinha ajudar o Felipe, tenho certeza que se voltar do paredão terá mais chance de continuar por mais um tempinho, sei lá, as pessoas naquela casa são todos jogadores, ontem depois que falaram com o Bial, e a Nathy disse que com quem mais se identifica era a Thaty por suas loucuras, gostou tanto que virou a chatonilda 2, pulando igual a "galinha garnizé", mudei de canal, não dá, uma é insuportável, 2 é para desistir de vez, ehehehehhe.

um beijo e vamos tentar manter a fé.

um beijo.

Cíntia disse...

Lugirão.

é por estas coisitas que estou passando a gostar dele, é danadinho o menino, certo ele, ficam dando mole, mas um mole errado, ele tem mais é que "curtir" com a cara dela, só imagino sua mãe assistindo e vendo até onde sua filha chegou, enfim, não é minha filha e se acha, assim como a Nathy, que é com essas baixarias que chega longe, problema delas, meus filhos estão grandinhos e podem se divertir com as palhaças que a mim não causa nenhum problema, só pena, delas e suas famílias.

um beijo.

Cíntia disse...

Viviane.

penso igual, ambos estão jogando e de certa forma bem, porque graças a eles ainda temos algo para comentar.

O Rafinha atendeu a um telefonema aonde ele deveria indicar um participante para ir ao shw no navio do Roberto Carlos, não poderia ser um dos emparedados, na bucha ele escolheu o Marcelo porque já havia dito antes ser fã do RC, fez por puro instinto na hora, nem deu tempo de pensar em termos de jogo, pelo menos a mim pareceu assim.

Um beijo, amiga.

Postar um comentário